Magno Martins agradece título de cidadão de João Alfredo

Localizada a 107 km do Recife, conhecida como a “Cidade feliz”, na visão de Frei Damião, João Alfredo é a minha mais nova cidade que me adota. No último fim de semana, recebi, com honra e alegria, o título de Cidadão joaoalfredense. Fui batizado, na realidade, com a água da goiabeira, um jargão que existe por lá para os que se apaixonam pela cidade pelo milagre da transformação que a sua água provoca.

A honraria foi concedida pelo vereador David Santos, do PSD, aprovada por unanimidade pelo plenário da Casa. Na mesma ocasião, também viraram cidadãos o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido; a diretora de Jornalismo da Globo  Nordeste, Jô Mazarollo; o ex-secretário de Agricultura do Estado, José Aldo Santos; e o ex-presidente do IPA, Gentil Gomes.

A solenidade aconteceu no auditório da escola Miguel Arraes, erguida na gestão da prefeita Maria Sebastiana (PSD), que estava presente e levou boa parte do seu secretariado. Presidente da Câmara, David Santos fez a saudação a todos os homenageados. Entre os que foram nos abraçar, o deputado federal André de Paula (PSD), o deputado estadual José Maurício (PP) e o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti,  além de 11 dos 13 parlamentares que compõem a Câmara Municipal.

Na minha fala, destaquei minha relação com a cidade a partir dos anos 80, reportagens que fiz desde a época em que trabalhava em jornais sobre a efervescente e acirrada política local, que meu amigo Dimas Santos, que também trabalhava no Diário de Pernambuco naquela época, já me despertava atenção com seus textos.

Dentre outros aspectos, frisei a vocação econômica do município para se consolidar, definitivamente, como um dos maiores polos de móveis do Estado, assim como a defesa que assumi, como bandeira do meu blog, pela ampliação do abastecimento de água da cidade, a melhoria das suas estradas e a conclusão da escola Miguel Arraes, cujas obras vieram a ser paralisadas, objeto de denúncias no blog que levaram o Governo a retomar e concluir. A prefeita costuma dizer que é uma das vitrines da sua gestão