William Bonner rebate provocações de internautas

bonner

Contestado pela postura agressiva na condução das entrevistas aos presidenciáveis durante o Jornal Nacional, William Bonner, editor-chefe e âncora do periódico, fez pronunciamentos sobre a situação em seu perfil no Twitter, sem, no entanto, responder às críticas. “Robôs partidários de todos os matizes insatisfeitos! Corruptos insatisfeitos! Blogueiros sujos insatisfeitos! Muito bom! Obrigado mesmo!”, escreveu em um dos posts, publicado na manhã desta quarta-feira (20).

Ao utilizar o termo “blogueiros sujos”, Bonner faz alusão à fala de José Serra em 2010, quando este era o candidato tucano à presidência. À época, Serra afirmou que o governo federal financiava “blogues sujos” que davam “norte do patrulhamento” a jornalistas.

Bonner, entretanto, limitou-se a dizer que foi “incisivo” e ironizou as críticas. “Tão bonitinho ver robozinho partidário replicar mimimi porque fizeram pergunta difícil pra candidato! Uown! ‘Jornalista mal-criado e feio’”, escreveu em outro post.

As declarações sarcásticas do “tio”, alcunha que ele mesmo se deu na rede, geraram mais polêmica. A blogueira Cynara Menezes publicou: “Não, a entrevista é ruim, fraca. Minha opinião. Não sou corrupta nem robô e entendo de entrevistas. Sorry, Bonner”. Paulo Nogueira também se manifestou: “Bonner é uma extensão modernizada de Cid Moreira. Dá a impressão de ter mais conteúdo, mas no fundo o que faz é ler”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.