Quer comprar um celular Importado ? veja o que deve ser feito antes.

huawei-mediapad-x2Muitos brasileiros que viajam aos Estados Unidos e outros países aproveitam a oportunidades para comprar um novo smartphone. O preço do telefone acaba se tornando um chamariz, mas é preciso levar em consideração outros fatores importantes. Por exemplo, se a garantia funciona no Brasil e se tem assistência técnica do produto importado em território nacional. Também é preciso checar se o telefone é desbloqueado para uso nas operadoras nacionais.

A garantia vale no Brasil?

Um fator que vale a pena ser avaliado é se a garantia do produto é aceita no Brasil. Na maioria dos casos, as fabricantes só reconhecem a garantia de aparelhos comprados em lojas do país. A Samsung, a LG e a Nokia, por exemplo, não costumam fornecer garantia internacional. Já a Apple oferece uma opção de 12 meses para produtos da empresa comprados em qualquer loja física ou online. O modelo, porém, deve estar homologado por aqui. Entretanto, segundo com o Procon de São Paulo, a fabricante tem a obrigação de consertar um produto que apresente defeito, desde que a marca seja mundialmente conhecida. Isso porque o fornecedor nacional se beneficia dessa marca com publicidade e a credibilidade dela. Assim, ainda de acordo com o PROCON de São Paulo, “o fornecedor brasileiro, que representa a marca internacional, deverá reparar o produto adquirido no exterior, mesmo sem a garantia mundial, no prazo máximo de trinta dias corridos, contados a partir da data da reclamação.”

Caso o smartphone não tenha conserto, o consumidor tem direito à substituição por outro igual ou a devolução da quantia paga, sem prejuízo de eventuais perdas ou danos.

O aparelho tem opção de idioma em português?

Uma observação importante na hora de comprar um aparelho no exterior é verificar se ele possui opção de idioma em português. Se o usuário não for fluente em outro idioma popular, como inglês e espanhol, isso pode prejudicar o uso do smartphone. É possível instalar o idioma no celular novo, mas lembre-se que terá um trabalho a mais.

Vou pagar imposto ao entrar no Brasil?

Ao viajar e voltar com um novo aparelho, o usuário pode declarar o produto como item de uso pessoal e ficar isento de impostos. Para isso, o ideal é tirá-lo da caixa e trazê-lo na bagagem de mão. Se o consumidor ainda quiser trazer o antigo celular, ele pode ter dificuldade em explicar o porquê ele usa dois celulares.

Agora, se a intenção for comprar o aparelho na Internet, é preciso ter cuidado com as taxas de impostos via correios ou qualquer outro tipo de serviço de transportes aéreo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.